Fitoterapia Brasileira e Aromaterapia

A casa / Portfolio / Fitoterapia Brasileira e Aromaterapia

CURSO TEÓRICO PRÁTICO DE FITOTERAPIA BRASILEIRA E AROMOTERAPIA

A cura dos males humanos pelo uso dos princípios ativos contidos nas plantas e nos produtos animais e minerais sem dúvida é uma atividade médica tão antiga quanto o ato de se alimentar, pois faz muito sentido pensar que o ser humano começou a observar o poder curativo das substâncias à sua volta ao ingeri-las como alimento. Daí para um uso sistemático e medicamentoso dos princípios ativos contidos nas substâncias foi apenas questão de tempo. Por isso a Fitoterapia é considerada por muitos a primeira atividade humana passível de ser reconhecida como uma práxis médica organizada, além de comprovada cientificamente à vista da extensíssima prova clínica produzida através dos milênios.

Como é uma práxis milenar, a Fitoterapia exibe como um diferencial fruto de sua maturidade técnica a proposta de que se intervenha nos processos de adoecimento segundo uma lógica de  suave progressividade. Isto sem dúvida leva a este flagrante contraste que se observa quando comparamos a cinética medicamentosa dos produtos fitoterápicos  com aquela própria dos produtos e técnicas propostos pela medicina convencional. Estes últimos se caracterizam quase sempre por serem altamente invasivos e resolutivos, apresentando como ônus invariável a desconsideração de que se estabeleça qualquer possibilidade de sinergia entre o organismo e o medicamento. Isto significa que a Fitoterapia, quando comparada à outras técnicas de cura, gera muito menos efeitos secundários indesejáveis, mostrando-se um modelo terapêutico seguro, confortável, inteligente e a seu tempo tão resolutivo quanto se possa desejar.

Por outro lado, como a Alma Naturae é uma empresa que tem por filosofia  básica a proteção e o fomento da vida, este curso pretende também oportunizar aos profissionais de saúde e ao público em geral, a capacitação para lidar com os princípios ativos das plantas medicinais do cerrado brasileiro e da Amazônia, perseguindo sempre o domínio tanto de uma técnica quanto de uma ética. Pretendemos com isso resgatar, registrar e fomentar o conhecimento tradicional brasileiro quanto à indicação terapêutica e aos métodos de manipulação dos insumos vegetais, animais e minerais, agregando  valor e respeito aos ecossistemas de onde se extrai toda esta riqueza.  Ao mesmo tempo  temos o compromisso de manter a ciência da Fitoterapia em constante evolução, enriquecendo nossa herança ao aproximá-la das tecnologias desenvolvidas por outros povos tão ou mais antigos quanto nós mesmos. Para isso entendemos que é preciso sobretudo abrir espaço para um oportuno encontro entre o conhecimento popular e o científico-acadêmico, oportunizando que ambas as partes trabalhem juntas na necessária sistematização e elucidação dos fenômenos relativos à capacidade de cura das plantas.

Daí resolvemos que nesta IV  edição do “Curso de Fitoterapia Brasileira" a área de concentração será a "Aromaterapia", uma das técnicas mais palpitantes inseridas no universo da Fitoterapia por conseguir atuar resolutivamente em quadros clínicos que exibem uma extrema complexidade por serem de natureza psicogênica.

Neste curso, você aprenderá:

▪ a reconhecer e explorar o poder curativo dos insumos fitoterápicos retirados dos três reinos que compõem a natureza:  o animal, o mineral e o vegetal;

▪ a manipular tais insumos de forma a tornar seus princípios ativos disponíveis, produzindo uma matéria-prima de boa qualidade para a confecção de medicamentos e como conservá-la para uso futuro;

▪ a aplicar métodos e práticas brasileiras e orientais para elaborar medicamentos  equilibrados química e energeticamente, prontos para serem utilizados de forma isolada ou agrupados como fórmulas magistrais;

▪ a reconhecer as síndromes simples correspondentes aos pequenos males e a dosar os princípios ativos curativos próprios para cada caso;

▪ a extrair os princípios ativos contidos nos cultivares, dominando técnicas de quebra de dormência de sementes, plantio e manuseio de mudas, assim como de secagem e estocagem da massa verde produzida;

▪  a extrair e utilizar os óleos essenciais contidos nas plantas medicinais aromáticas, aprendendo como combiná-los entre si de forma a alcançar uma perfeita sinergia entre suas inúmeras qualidades curativas.

As atividades se desenvolverão ao ritmo de um encontro por mês, com carga horária distribuída entre atividades teóricas e práticas incluindo-se aí pelo menos duas saídas a campo para o estudo " in loco" de espécies vegetais medicinais. As aulas de campo serão conduzidas por mateiros/raizeiros de reconhecido saber e ocorrerão na região da Chapada dos Veadeiros, em Brasília e na Floresta  Amazônica paraense.

As aulas serão expositivas e vivenciais, apoiadas por material de projeção, apostila/livro com texto preciso, didático e acessível a todos, equipamento de cozinha e laboratório necessário para a realização dos medicamentos/alimentos, além das espécies " in vivo " encontradas nas matas de galeria e nos campos da Chapada dos Veadeiros e Amazônia.

Nos encontros com previsão de aula de campo a dinâmica se distribuirá entre aula prática pela manhã e teórica à tarde. Naqueles com previsão de prática de manipulação de plantas, os dois períodos serão destinados à vivência laboratorial demonstrativa intercalada com pequenos momentos expositivos.

Em função das naturais dificuldades de deslocamento, logística e calendário, a aula de campo prevista para ocorrer na comunidade de Alter do Chão, no Pará, será oferecida em caráter facultativo. Por isso, tanto o investimento quanto as providências relativos a mesma serão calculados e acertados em um momento à parte daquele destinado à operacionalização dos demais encontros. Por isso, também solicita-se aos alunos realmente interessados em fazer esta vivência que contatem a mantenedora do curso o mais breve possível, explicitando seu interesse.

A Alma Naturae, Centro de Ensino em Naturopatia e Fitoterapia, mantenedora do curso, emitirá um certificado de curso livre ao final das atividades atestando o cumprimento da carga horária e a capacitação do aluno, mesmo que este não tenha optado por fazer a vivência em Alter do Chão.

O curso ocorre a partir da confirmação de no mínimo 25 inscrições, devidamente efetuadas e pagas, considerando-se um máximo de 36 participantes.

8 ENCONTROS DISTRIBUÍDOS DA SEGUINTE FORMA:

24 e 25 de Março - Aula teórica em Brasília-DF

Histórico fundamental: a medicina dos Xamãs - O uso fitoterápico e o uso energético das plantas. Início do antropomorfismo.

1. Os rituais de passagem

  • A administração das essências espirituais;
  • As dinâmicas fitoterápicas para a cura do grupo.

2. Por que a Fitoterapia?

  •  A hierarquia do fenômeno energético entre os três reinos;
  • A luz como elemento de excitação e fixação dos princípios vitais latentes e ativos;
  • As teorias do antropomorfismo, do quimiotropismo e do fisiotropismo.

3. Fitoterapia x Alopatia

  •  História do pensamento médico moderno;
  • Os princípios ativos e as sínteses laboratoriais
  • A separação dos princípios ativos e dos antídotos;
  • A indicação alopática e as teorias tróficas.

28 e 29 de Abril - Aula teórica e de campo em Brasília-DF

4. Propriedades Energéticas das plantas medicinais

  • Aquecimento: tonificação do Yang, sedação do Yin, desobstrução da circulação do Yang e remoção das fleumas e mucos;
  • Resfriamento: tonificação do Yin, sedação do Yang, desobstrução da circulação do Yin e remoção dos miasmas mórbidos obstrutivos da comunicação Yin/Yang.

5. As partes das plantas e suas atividades preferenciais

  • As flores: depósito das essências de alta hierarquia;
  • As folhas: depósito dos princípios nutritivos fruto da respiração;
  • O caule: depósito dos elementos que facilitam as conduções/desobstruções;
  • A raiz: depósito dos elementos que facilitam as absorções e o vegetatismo.

6. O princípio ativo

  • ▪ A mucilagem, as resinas, os óleos essenciais;
  • ▪ O extrato ‘’alquímico”, os oligoelementos, os elementos voláteis;
  • ▪ O antídoto.
  • Estudo das plantas medicinais "cultiváveis" e ou de fácil acesso

*Propriedades energéticas das plantas medicinais, as partes das plantas e suas  atividades preferenciais e o princípio ativo.

*Participação do Sr. João Vicente da Costa na visitação de campo e ensino da quebra de dormência e manipulação das plantas do cerrado.

26 e 27 de Maio - Aula teórica e de campo na Chapada dos Veadeiros-GO

Saída de campo com a participação  raizeiros nativos 

Revisão dos tópicos teóricos vistos até o momento, esclarecimento sobre tópicos da saída de campo

23 e 24 de Junho - Aula teórica e prática em Brasília-DF

7. Os métodos básicos de extração e de fixação dos princípios ativos (Aula teórica e prática)

  • Lavagem/desidratação;
  • Fermentação primária seletiva e primária livre;
  • Tinturas alcoólica, aquosa e oleosa;
  • Chás (decoctos e infusões), xaropes e pomadas;
  • Prensagem com aproveitamento dos sucos e seivas;
  • As plantas sinérgicas (doses de apresentação, terapêutica, nutricional e tóxica);
  • Os horários de ministração;
  • Moagem aos pontos;
  • Diluição a seco, titulação das substâncias voláteis;
  • Incineração, maceração;
  • Garrafadas, fórmulas magistrais;
  • Prensagem com aproveitamento do macerado;
  • A melhor técnica de formulação.
  • Os métodos básicos de extração e de fixação dos princípios ativos
  • Uso de exemplares vistos na saída de campo.

25 e 26 de Agosto - Aula teórica em Brasília-DF

Aromaterapia

  • Os óleos essenciais na história.
  • O que são óleos essenciais
  • Princípios ativos contidos nos óleos essenciais
  • Óleos resinosos
  • Óleos hidrossolúveis

22 e 23 de Setembro - Continuação da aula teórica de Aromoterapia em Brasília-DF

  • Óleos aromáticos
  • Óleos veículos
  • Óleos medicados

27 e 28 de Outubro - Aula teórica e prática em Brasília-DF

  1. Plantio e colheita
  • As épocas do ano, as fases do mês (lua cheia, lua nova) e horas do dia - movimento dos princípios ativos.
  • Dúvidas e revisão geral
  1. Alguns exemplos terapêuticos e casos clínicos
  2. Vivência de campo

26, 27, 28 e 29  de Novembro - Aula de campo em Alter do Chão-AM

Saída de campo para a Amazônia/ estudo e reconhecimento das plantas da Amazônia

  • Segunda, dia 26 - Trilha na reserva indígena  em Alter do Chão
  • Terça, dia 27 - Viagem para Porto Trombetas
  • Quarta, dia 28 - Trilha na Unidade de Conservação do ICMBIO em Porto Trombetas
  • Quinta, dia 29 - Encerramento com roda de conversa

(Acupunturista, Fitoterapeuta, Iridólogo e Professor)

Professor Túlio Americano - Naturopata, professor e idealizador da Alma Naturae. Túlio é formado em educação física e tem especializações em fisioterapia, medicina tradicional chinesa, fitoterapia, iridologia, shiatsu, medicina ayurvédica, massoterapia, rolfing, tuiná, hipnoterapia, terapia floral e homeopatia. Em sua formação, passou por países como Espanha, Inglaterra, China, França, Estados Unidos e Coreia do Sul. Pratica diariamente a medicina naturopática há mais de trinta anos na Alma Naturae, além de ministrar cursos de formação em todas as suas áreas de proficiência.

Acesse seu currículo na plataforma Lattes: http://lattes.cnpq.br/5407948029010645

Odecy  Cupertino - É uma destas pessoas raras que encantam logo ao primeiro momento. O sorriso sempre aberto e os pés ligeiros abrem seu caminho à cinqüenta e dois anos, durante os quais ele se dedicou muito mais aos outros que a si mesmo. Está sempre disponível, sempre em movimento e se tornando útil todo dia.

Veio ao mundo em um belo canto da chapada do Veadeiros, ao pé de uma serra que hoje surge como o limite norte do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Seus pais, José e Cassiana já viviam ali muito antes do parque. Na verdade muito antes de tudo o que podemos ver ali agora. O Pai, desgostoso com o nome de batismo, nunca quis usá-lo, e de Odecy o menino passou a “Negão”, ainda que a pele seja tão branca quanto permite o sol da chapada.

A Mãe tinha o dom de curar, e sabia muito sobre isso. Suas rezas e mesinhas sempre foram o recurso maior para todo mundo que ali vinha. E vinham mesmo, às vezes de muito longe e com estórias bastante complicadas. Mas não importava o quão “cabeludo” era o caso. Para cada um havia um preparado, uma garrafada, um chá ou uma reza.

Com sua mãe Cassiana Negão aprendeu muito sobre tudo. O nome das plantas, o jeito de colher, o jeito de preparar, o jeito de interpretar cada situação de cada um. E mais importante de tudo, que todas as coisas do mato tem uma alma que deve ser respeitada. Que o poder de curar não é de ninguém, mas sim de Deus, criador de tudo que há neste mundo. E o Negão foi ouvindo e olhando com o olhar atento de menino, a curiosidade infinita o levando nos passos da Mãe. Depois,  homem feito mas não menos curioso, p´ra sorte nossa se tornou este que está aí, o Negão de Cavalcante, que sabe todas as coisas sagradas do mato e não se importa de ensinar.

 

João Vicente da Costa - Na verdade em meio à excessivamente numerosa espécie humana, por merecimento desta ou não, em todos os tempos surgiram e surgem aqueles indivíduos que se tornam especiais por pautarem sua vida pela disponibilidade para estar atento ao processo de sofrimento de seus semelhantes. Estes, ricos ou pobres, jovens ou velhos, acadêmicos ou não, são sempre tidos como os sábios que buscam na tradição, na experiência e no extremo cuidado com a dor do outro reunir uma quantidade de ferramentas que lhes permita alcançar o que afinal se torna o propósito de suas vidas: exercitar uma medicina extremamente humana e que verdadeiramente esteja ao alcance de todos, sem distinção.

Este é o “Seu” João Vicente da Costa, ou João Chifrin, como é conhecido pelo povo sofrido de muitas dores e que faz fila diante de sua porta. O “Chifrin” vem de chifre, um apelido dado por um padrinho que percebeu com espanto o quanto aquele menino mirrado podia agüentar das tarefas e maus tratos da vida. Era mesmo como um chifre de boi, que é tão forte e resistente que nem água ou fogo consome. Fruto da união de representantes de duas nações indígenas, Seu João é um caboclo que só poderia dar no que deu: um ser humano tão ligado aos poderes da natureza que se tornou extensão deles. Um mediador que coloca ao alcance das pessoas os maravilhosos recursos medicinais guardados no seio das plantas, dos animais e dos minerais.

Nascido a 62 anos em um canto de Minas Gerais, foi um menino típico do interior do Brasil. Pobre, lutando pela vida desde o primeiro momento e sem acesso a quase tudo que entendemos hoje como direitos básicos de qualquer pessoa. Cresceu como um lavrador tímido, que mesmo já homem feito encontrava dificuldades para expressar o quanto sabia da vida e das coisas do mato. Mas como era mesmo a sua sina, aqui e ali foi encontrando jeito e oportunidade para ensinar um chá, um ungüento ou mesmo uma garrafada. E como eram sempre coisas que ajudavam as pessoas, as vezes em situações graves onde  nada tinha efeito, o povo foi falando e sua fama de curador só cresceu ao longo do tempo. Cansado das limitações de quem não lê a letras, e mesmo já entrado em trinta e tantos anos, decidiu aprender a ler e a escrever... e aí a mente e as mãos inquietas não pararam mais!

Hoje em dia Seu João é conhecido e reconhecido até mesmo pelos “doutores” estudados da cidade grande. Dá palestras nas universidades, nos grupos escolares, nos eventos que acontecem longe ou perto, sempre ensinando o que sabe para quem quer aprender. Mas é consciente da importância de sua arte. Não entrega tudo assim tão fácil não.  A pessoa que quer o conhecimento primeiro tem que mostrar que sabe o que fazer com ele, pois “esta coisa de fazer e prescrever remédios é muito séria. Não é para qualquer um não!”. Esta é a fala muito justa mesmo que mansa  de  Seu João, um homem que vem da terra para nos mostrar os caminhos dela.

 

Profissionais de saúde e pessoas interessadas.

CALENDÁRIO 2018

  • 24 e 25 de Março
  • 28 e 29 de Abril
  • 26 e 27 de Maio
  • 23 e 24 de Junho
  • 25 e 26 de Agosto
  • 22 e 23 de Setembro
  • 27 e 28 de Outubro
  • 26, 27, 28 e 29  Novembro

HORÁRIOS

  • Sábado - de 8h às 12h  e de 14h às 17h 
  • Domingo - de 8h às 12h

 

Atenção!!!

A aula de campo programada para acontecer na Amazônia é facultativa.  Portanto você deve considerar as seguintes alternativas de investimento:

  1. Se você não vai participar  do encontro na Amazônia o investimento é:
  • Até 10 parcelas de R$ 340,00

     2.  Se você vai participar do encontro na Amazônia o investimento é:

  • Até 10 parcelas de R$ 381,80 

Atenção!!!

Os custos com passagens, hospedagens, traslados e alimentação são de responsabilidade do aluno.

O investimento inclui:

  • Kit composto por 1 saco mochila, 1 pen drive com o material didático (livro digital, slides, acervo de imagens de algumas das plantas a serem estudadas), 1 caderno, 1 caneta e 1 chapéu; 
  • Aulas, insumos para a realização das aulas, amostras de tinturas, pomadas, garrafadas e o que mais for produzido em aula:
  • Coffee breaks e 6 almoços (nos encontro de Brasília) saudáveis e funcionais elaborados com ingredientes orgânicos;
  • Certificado (curso livre) 

 

COMO FAZER A INSCRIÇÃO?

  • Preencher o formulário clicando aqui. Ao recebermos a inscrição, entraremos em contato em até 2 dias úteis para confirmar o recebimento. Por gentileza, entre em contato caso não receba a confirmação!

COMO E QUANDO EFETUAR O PAGAMENTO E RECEBER O KIT?

  • Tanto o pagamento quanto a retiradas do kit serão efetuados diretamente na Instituição Alma Naturae (SHIS QI 9 Bloco E-II Sala 201, Ed. Centro Clínico do Lago, Lago Sul-DF) à partir do dia 25 de Janeiro de 2018 e até o preenchimento das vagas.

EM QUAIS OS DIAS E HORÁRIOS?

  •  Segunda, Terça e Quinta  -  de 8h às 13h 
  • Quarta e Sexta - de 14h às 18h

*Se você não puder vir nesses dias e horários, entre em contato pra agendarmos outro momento.

  • Email: contato.almanaturae@gmail.com
  • Telefone/whatsapp: (61) 99970 -6404

Importante!

Sua inscrição será confirmada após a realização do pagamento.

(61) 3248-6404 - Alma Naturae
(61) 99970 - 6404 WhatsApp 

Email: contato.almanaturae@gmail.com

Endereço: Shis Qi 9 , Bloco E-2 Sala 201, Ed. Centro Cínico do Lago 
CEP 71.625-176 - Lago Sul-DF